segunda-feira, 25 de junho de 2012

Pão de liquidificador - receita mt boa msm.

Sabe quando vc faz uma receita que não dá nada por ela mas te surpreende.
É essa.
Mt prática e mt boa....
Vou fazer mt vezes, de mt formas com certeza...




Ingredientes:
Massa::
  • 1 xícara de chá de água
  • 1 ovo
  • 3 colheres de sopa de açúcar
  • 3 colheres de sopa de óleo
  • 30 g ou 2 tabletes de fermento biológico ou de padaria
  • 1 colher de chá de sal
  • 5 xícaras de farinha de trigo (aproximadamente)
Recheio de queijo e presunto::
  • 200 g de apresuntado ou presunto - coloquei cheester
  • 200 g de mussarela - coloquei requeijão
  • 1 tomate picado
  • 1/2 cebola picada
  • orégano
  • 1 xícara de chá de cheiro verde picado
  • Obs: Ou recheio de sua preferência


Modo de preparo:
  1. Bata no liquidificador todos os ingredientes, menos a farinha de trigo
  2. Despeje em uma vasilha, junte a farinha aos poucos e amasse bem, até que a massa fique lisa e homogênea
  3. Coloque a massa em forma untada com óleo
  4. Deixe descansar por 30 minutos
  5. Divida a massa em 3 partes, abra com o auxílio de um rolo em superfície enfarinhada, recheie com o sabor de sua preferência, enrole o pão
  6. Pincele 1 gema e asse em forno quente por aproximadamente 30 minutos 
*** Fiz 1/2 receita, deu 2 pães.

domingo, 24 de junho de 2012

sábado, 23 de junho de 2012

Lasanha de Berinjela (light)

Pessoas.. ando sumida né....pois é.. cansada.. trabalho me consumindo... to nem conseguindo estudar direito..

Deixando as lamúrias de lado.. hj fiz essa receitinha pra o almoço... tentando manter a dieta no fds tb.
Confesso que já tinha feito lasanha de berinjela duas vezes, uma frita e a outra grelhada, não gostei.
Mas essa me pareceu mais saborosa, me animei e fui para a cozinha... não é que era msm...

Receitinha:
  • 2 berinjelas medias descascadas e cortadas em fatias finas no sentido do comprimento
  • 1 cebola picada
  • 2 dentes de alho amassados
  • 2 lata de molho de tomate pronto - usei fungini zero
  • 200 g de presunto - usei peito de chester defumado
  • 200 g de mussarela
  • Sal e pimenta a gosto
  • 2 colheres de sopa de óleo


Modo de preparo:
  1. Em uma panela, coloque o óleo e doure a cebola com o alho, acrescente as 2 latas de molho e tempre a gosto com sal e pimenta
  2. Quando o molho levantar fervura coloque as fatias de berinjela aos pouco para que cozinhe levemente
  3. Em seguida alterne em uma forma fatias de berinjela molho, presunto e a mussarela, repita o procedimento e finalize com queijo e molho
  4. Leve ao forno pré-aquecido a 200º graus por 25 minutos


segunda-feira, 4 de junho de 2012

Segredos de um feijão cremoso!! Oba..vou colocar em prática rapidinho!!!!!





Gente, eu sou ruim de comer feijão, já contei isso aqui. Feijão em caldo não me desce, uma chatura msm, Gosto mt de feijoada, caldinho, tutu, feijãozinho lá do Amélia Digital que já fiz aqui, por isso sempre busco alguma forma nova de fazer o feijão.
Encontrei essas que logo coloco em prática:


Preciso deixar o feijão de molho? 
Quando o feijão fica de molho, além de cozinhar mais depressa, quem o consome tem menos chance de sofrer com gases depois da refeição. O ideal é fazer isso durante a noite, por cerca de 12 horas, mas 60 minutos já são suficiente para a receita ficar mais leve. Só não esqueça de dispensar a água da demolha.
Como faço para engrossar o caldo? 
O que torna o caldo grosso é a redução. Assim, depois de temperado, deixe o feijão apurando em fogo lento. Um jeito de fazer isso mais rápido é tirar uma porção do ingrediente já cozido, bater no liquidificador e devolver à panela.
Como e quando temperar? 
O ideal é temperar o feijão já cozido, mas ainda durinho. No final do cozimento, frite bacon em cubinhos e, em sua gordura, refogue bastante cebola (que também ajuda a engrossar o caldo) e alho picadinhos. Reza a lenda que feijão temperado antes do cozimento azeda mais rápido. Outra dica é levar a leguminosa ao recipiente onde foi feito o refogado, e não o contrário. O fundinho da panela fica com sabor concentrado e isso não deve ser desperdiçado. E lembre-se: sal só no final.
Quanto de água botar? 
Se o feijão ficou de molho, calcule 1 litro para cada quilo de feijão. Caso contrário, dobre a quantidade de líquido. A medida de olho também é simples: cinco dedos de água acima do nível dos grãos. Se precisar de mais, complete sempre água fervente.
Preciso catar o feijão? 
Feijões comprados em sacas eventualmente podem vir com pedras no meio e devem ser catados. Os de saquinho, vendidos no supermercado, não têm essa necessidade. Mas nunca é demais dar uma olhadinha para evitar que a obturação caia.
Posso guardar fora da geladeira? 
Se fervido, dá para guardar o feijão fora da geladeira sem o risco de azedar. Só não pode mexer nele depois do processo. Sempre que comer, faça isso novamente. Na geladeira, ele dura uma semana.
Que temperos posso usar, além dos básicos? 
Quem gostar de louro, pode deixar umas folhinhas secas já na água do molho. Pedaços de charque (lavados em água abundante e aferventados) na panela também vão bem. No Nordeste, é comum acrescentar pitadas de colorau, cominho e um punhado de coentro fresco durante o cozimento. Para uma receita mais caprichada, vale botar maxixe, quiabo, couve, repolho e jerimum
.

domingo, 3 de junho de 2012

Hoje é um dia das mães especial. Como dia das mães já passou (MAS HJ É DIA DA MINHA MÃE)...

Bom Domingo!!!


Morar longe dos pais exige - para algumas pessoas apegadas à família como eu - mt força de vontade.
Nunca falo na minha vida pessoal, mas para os que vem sempre aqui só um resuminho:
* Moro em Vix (Vitória -ES) há quase 06 anos, 04 deles sozinha. Sou filha única e deixei meus pais no interior pq passei em um concurso público aqui. Oportunidade de vida, de seguir o meu caminho, mts vezes difícil e solitário. Mas o motivo dessa histórinha é contar que a SAUDADE da família às vezs pega demais, embora sei que preciso seguir a minha vida e que as oportunidades são melhores aqui.


* Hj é o níver da minha mãe, essa aí da foto óooooooo:






* E hj venho aqui para falar da imensa SAUDADE que sinto, apesar de nos falarmos td dia, às vezes até por mais de uma vez, às vezes rolarem umas discussões - como toda boa família italiana.....

*** Mamy.. TE AMO e FELIZ ANIVERSÁRIO.... que DEUS a abençõe sempre e me abençõe para que possa desfrutar por mt tempo da sua companhia e dedicação....


sábado, 2 de junho de 2012

Caldo de milho verde com frango

Já há algum tempo vinha "matutando" essa combinação. Pensava, vai ficar ligth. Pesquisei na net, achei algumas coisas com leite, creme de leite, batata, mas não queria nd assim.
Ai fui numa noite fria para a cozinha. Nasceu essa delícia. Podem fazer que eu "garancho"



Cozinhando o frango:
04 filés de frango (fiz com que tinha em casa pode fazer com peito inteiro)
1/2 cebola picadinha
1/2 colher de chá de colorau
1 dente de alho
1 colher de azeite.
Tempero pronto (usei um baiano arretado que tinha em casa)
Refogue a cebola, o alho, colorau no azeite. Coloque o frango para selar rapidamente acrecente água e deixe cozinhar por uns 25 minutos. Desligue, resfrie, desfie o frango e reserve o caldo do cozimento.




Preparando o caldo
1 lata de milho verde
Bata o milho no liqidificador com o caldo do cozimento, vá colocando aos poucos para ver a consistência do seu gosto.
Deseje o caldo na panela, espere ferver e acrescente o frango, Deixe apurar por 05 minutos.
Desligue, polvilhe cebolinha e salsa e está pronto para saborear.
Fiquei orgulhosa de mim pois a combinação ficou perfeita....

sexta-feira, 1 de junho de 2012

Alimentos que podem desaparecer daqui a algum tempo.... VAMOS COMER!!!!

Matéria do portal IG.
Fiquei apavorada:.... vamos correr logo....


Segundo os cientistas, a Terra deve apresentar uma elevação na temperatura de 2 a 3 graus até 2050 e o IPCC (Intergovernamental Panel on Climate Change) prevê um aumento de 5,8ºC nos próximos 100 anos. Se não forem controladas as emissões de gás carbônico, as previsões podem se tornar verdadeiras. Confira 13 ingredientes que vão sofrer com as mudanças e receitas para aproveitá-los enquanto ainda dá tempo



Chocolate 
O chocolate já foi bebida sagrada para as civilizações pré-colombianas e se transformou em um grande hit mundial. Mas quem não vive sem chocolate prepare-se. Daqui a 40 anos, segundo estudo da fundação Bill & Melinda Gates, o hábito custará caro.
As principais áreas de cultivo do cacau, Gana e Costa do Marfim, podem sofrer danos definitivos. O problemão é que esses dois países africanos são responsáveis por 2/3 da produção mundial do ingrediente. Para tentar fugir dessa realidade, fazendeiros começaram a procurar regiões mais frias e limitadas para seu cultivo, que precisam de um alto investimento em tecnologia, segundo o Centro Internacional de Agricultura Tropical (CIAT), na Colômbia.
Salmão 
Os peixes são produtos sensíveis que vão sofrer muito com as alterações climáticas e a mudança de acidez dos oceanos. Segundo a National Wild Federation, o salmão terá problemas para se  alimentar com os moluscos, cada vez mais ácidos, e também para se reproduzir, já que as ovas serão arrastadas pelos rios
Uísque 
Os amantes da bebida podem sofrer com a falta de quantidade e também qualidade. A Escócia, maior produtor de uísque, poderá ter que enfrentar secas, enchentes e pragas nas áreas de plantio de cereais usados na fabricação da bebida, como o malte. É o que diz uma pesquisa encomendada pelo governo escocês em 2011.
Atum e bacalhau 
O atum e o bacalhau também vão sofrer os impactos. Segundo a pesquisa coordenada por Stephen R. Palumbi, da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, o cenário em 2050 não será nada bom. O estudo aponta que até lá nenhuma espécie marinha que usamos para fazer nossos pratos será própria para o consumo.
Segundo os pesquisadores, algumas espécies já perderam 90% de sua população total desde 1994. No caso do atum azul e dos peixes conservados como bacalhau, tidos como nobres, a população caiu 92% nos últimos 60 anos. Além da temperatura, essas espécies têm problemas com a pesca predatória.
Vinhos de Bordeaux 
A região francesa de Bordeaux é uma das mais respeitadas quando o assunto é vinho. Nem ela, área produtora das mais antigas e responsável por 1/3 da produção da França, vai escapar. Alguns especialistas dizem que com as alterações do aquecimento global, a área se tornará imprópria para o cultivo das uvas em 2050.
A saída deve ser o uso de espécies geneticamente modificadas, que vão deixar os frutos mais resistente às mudanças climáticas. O preço, com certeza, vai subir junto com a temperatura.
Arroz 


O arroz é a base da alimentação de muitas culturas. Como falar para um japonês que ele vai ficar sem sushi ou para um brasileiro que ele vai ter que fazer mudanças estruturais em seu PF? A colheita de arroz já tem mostrado quedas de até 20% no rendimento dos últimos 25 anos. Uma pesquisa norte-americana realizada com 227 propriedades rurais das principais regiões produtoras (Tailândia, Vietnã, Índia e China) relaciona a redução com o aumento de temperatura durante a noite. Para eles, as plantas estão gastando mais energia para respirar em noites quentes, afetando a fotossíntese e o desenvolvimento da plantação.
Mel 
As colônias de abelha na Europa, América do Norte, África e Ásia, começaram a dar os primeiros sinais de problemas. Segundo o Departamento de Agricultura dos EUA, as populações de abelha diminuíram de 5,5 milhões, em 1950, para 2,5 milhões, em 2007.
Os principais culpados são os agrotóxicos e a poluição, mas uma corrente de cientistas não exclui o aquecimento do planeta que vem alterando a floração como uma das causas
Banana 
A situação para os que gostam de banana também não é das melhores. O alerta sobre a banana-nanica que vinha sido atacada por parasitas, como o fungo sigatoka-negra, já foi dado há alguns anos. Ainda existe uma penca de tipos de banana por aí, mas no futuro não há como prever se uma nova praga não fará estrago maior. As bananas que consumimos hoje têm baixa variedade genética e, por isso maior vulnerabilidade.
Café 
O café também está na mira. Algumas regiões produtoras na América Latina já mostram indícios de queda na produção de seus melhores grãos. Os cafezais precisam de temperatura e clima adequados, além de um equilíbrio entre dias secos e chuvosos e isso não está acontecendo.  As chuvas fortes danificam as flores e o calor intenso acelera a proliferação de fungos. Segundo a Embrapa, se a situação continuar assim, a produção de café no Brasil pode cair 92% até 2100.
Mandioca 
A mandioca pode não sumir totalmente do cardápio, mas com certeza a variedade de espécies diminuirá, segundo estudo do biólogo Nagib Nassar, da Universidade de Brasília. Alguns tipos selvagens já começaram a sumir no cerrado brasileiro. As pesquisas que estudam a região desde 1970 revelam que três espécies já teriam sumido do mapa. Apesar de a mandioca que usamos em casa estar longe da extinção, perdemos muitas oportunidades de fazer cruzamentos genéticos com as espécies selvagens, que são mais ricas em proteínas. O milho e o trigo também podem sofrer com esse problema.Um pesquisa da Embrapa, baseada na estimativa do aumento da temperatura do IPCC, é mais pessimista em relação à raiz. Para o órgão, a mandioca corre sério risco de desaparecer ainda em 2020 em áreas cada vez mais quentes, como o semi-árido nordestino. Por outro lado, outras áreas não terão temperatura suficiente para a produção.
Pinhão 
A associação internacional Slow Food criou uma lista de alimentos que correm o risco de desaparecer nas regiões em que são nativos ou pratos típicos com modo de fazer específico tradicional. A lista brasileira conta com mais de 20 produtos, entre eles o pinhão tradicional da região sul e das serras. A principal ameaça do pinhão é a coleta não sustentável.
Palmito 
O palmito-juçara é outro que está na lista da Slow Food Brasil e pelo mesmo motivo: coleta não sustentável. A planta quase sumiu de vez, até que seu consumo começou a ser substituído pelo do palmito pupunha, de cultivo mais fácil.Apesar dos esforços, o palmito-juçara ainda corre riscos. Nativo da região Sudeste do Brasil, essa espécie sofre com a extração predatória há anos e tem conseguido se manter graças à reservas indígenas guarani que mantém as palmeiras nativas e fazem uma coleta sustentável.








Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...