segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Quem gosta de PIPOCA DOCE???

ADOROOOOOOO!!!
Semana passada eu fiz, depois de procurar umas receitinhas na net, ficou mt boa, mas eu esqueci de tirar ft pra postar aqui, então.... eu repeti esse fds... só para tirar a ft viu....
Minha receita é para uma pessoa só - mas o milho era mt bom, estourou td, para mais gente, dobre, triplique, quadruplique a receita...
Misture na panela:
2 colheres de óleo
2 colheres de água
3 colheres de açúcar
1 colher de nescau - opcional
3 colheres de milho
Leve ao fogo baixo, mexa bastante, parece que não vai dar certo... mas no fim dá sim, qd começar a estourar abaixe o fogo e vá sacudindo a panela de vez em qd. Qd os estouros diminuírem está pronto, só cair matando..
Boa Semana...

domingo, 28 de agosto de 2011

Caldinho de feijão .. para inaugurar o "bowl"

Enfim comprei um "bowl" para tomar meus tão "queridos" caldinhos.
Para estrear fiz esse de feijão, rapidíssimo, já tinha o feijão cozido...
Refoguei meia cebola e frite junto com 1 dente de alho no azeite.
Juntei o feijão batido com meio tablete de caldo de bacon.
Fervi um pouco para engrossar e tava pronto.
O bacon eu fritei a parte e coloquei por cima, junto com a cebolinha - da minha jardineira.
Ficom assim:
BOM DEMAIS!!!

sábado, 27 de agosto de 2011

Comidinha pronta, mt boa...

Outro dia comprei essa comidinha congelada... olha, eu não soou fã de comida congelada não. Mas essa achei mt boa. Aprovado...


sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Você joga fora o fermento em pó vencido?? Ahh não faça mais isso.. :)

Fermento em pó vencido

O que você faz com o fermento em Pó fora da validade ?
Da próxima vez que você pensar em jogar fora experimente na limpeza de azulejos e inox.
Misture 5 colheres de sopa de fermento em pó vencido com 1 litro de água.
Ensope uma bucha e esfregue o local.
Agitando a mistura sempre que for ensopar a bucha, o seu banheiro e cozinha vão agradecer.

A pia do banheiro FICA limpinha e todo o material de inox que você tiver no banheiro também.
Experimente!!! Nunca mais você vai jogar fermento vencido no lixo.



quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Benefícios da SALSA...



Voltando a postar sobre os "temperinhos" que tenho na jardineira - plantada por mamy - e que fica na minha janela..
Apresento hj a SALSA:

Salsa comum

Beba um copo todos os dias. Você irá perceber que o sal e os outros venenos acumulados nos rins sairão na urina. Você notará a diferença!

Há muitos anos a salsa é reconhecida como o melhor tratamento de limpeza dos rins. E é um remédio natural!

Sobre a salsa

A salsa é uma das ervas com propriedades terapêuticas menos reconhecidas. Ela contém mais vitamina C do que qualquer outro vegetal da nossa culinária (166mg por 100g). Isso é três vezes mais do que a laranja.

A salsa contém também ferro (5.5mg /100g), magnésio (2.7mg / 100g), cálcio (245mg / 100g) e potássio (1mg / 100g). As folhas consumidas cruas são ricas em vitaminas A, B1, B2, C e D. O cozimento elimina parte dos seus componentes vitamínicos.

Essa planta é um poderoso diurético, curando a retenção de água no organismo, sendo recomendada para pedra nos rins, reumatismo e cólica menstrual. A sua alta concentração de vitamina C ajuda na absorção de ferro.

O suco de salsa, sendo uma bebida natural, pode ser tomado misturado com outros sucos, 3 vezes ao dia.

As folhas podem ser mantidas no congelador, e o seu uso é recomendado na culinária diária, pois além de saudáveis, dão ótimo sabor a qualquer receita.

A salsa também pode combater as doenças do coração.

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

A hora da ESCOLHA!!

A hora da escolha
Carmem Zara*

Você sabe a importância de ter um foco? Nesta caminhada rumo à aprovação, você certamente deve ter
conhecido muitas pessoas “atirando para todos os lados”. Em outras palavras, participando de todos os
concursos que aparecem. Será que é esse mesmo o caminho?

De acordo com a Programação Neurolingüística, uma nova ciência que estuda o funcionamento do
cérebro e da mente, ter um foco, um objetivo estipulado é o que vai levar seu nome à disputada lista de
aprovados.

Lendo os editais atentamente, verá que cada concurso exige matérias e disciplinas diferentes. Logo, se
você se inscrever em tantos certames, em áreas tão distintas, como dará conta de tanto material para
estudar? Será grande a chance de confundir o seu cérebro. E não para por aí.

Ao escolher um concurso, você deve ter em mente de que esta meta vai determinar sua carreira
profissional e a sua felicidade. Há muitos servidores públicos que estão insatisfeitos com sua rotina diária
justamente porque não souberam escolher e optar por aquilo que queriam. A vida (ou a família, os
colegas, a crise, professores) terminaram escolhendo por eles. E os sonhos? As realizações? Os anseios
de aliar a paixão pelo trabalho a um cargo público?

Portanto, determine o que você quer, estabeleça objetivos reais e positivos. Selecione os concursos que
tenham a ver com os seus conhecimentos, e com o que você está buscando, e trace um plano de ações
com tempo fixado, unindo os estudos com seus princípios e valores. Isso liberará o seu poder, seus
recursos e capacidades para chegar lá. Estou torcendo por vocês!


Carmem Zara é Co-autora, com William Douglas,
do best-seller “Como usar o cérebro para passar
em provas e concursos”, editora Campus, em
terceira edição. Master e trainer em Programação
Neurolingüística pelo Instituto de Neurolinguística
Aplicada (INAP). Coach executiva e de vida.
carmem.zara@gmail.com

terça-feira, 23 de agosto de 2011

Grupo de Estudos INSS

Caros Colegas,
Recebi o convite para integrar um grupo de estudos para o INSS. A intenção é o mesmo seja OBJETIVO e COLABORATIVO, msm que seja formado de pouco membros.
O colega Nei, me permitiu fazer aqui a divulgação do grupo.
Quem estiver interessado pode acessar o Grupo INSS2011, através do link disponibilizado.
Conto com a participação dos interesados, boa sorte, bons estudos e vamos mais uma vez rumo à aprovação.

domingo, 21 de agosto de 2011

Steak de Frango a Parmeggiana


Esta receita já tinha visto a um tempinho, ontem eu finalmente fiz. E hj, entre uma matéria e outra que estou estudando vou postar-la... é fácil, rápido e gostoso
Ingredientes:
Steak de frango - fiz um só pra mim depende das bocas nervosas da sua casa....
2 tomates
1/2 cebola
200 gr de mussarela (picada, ralada, fatiada.. a seu gosto)
Orégano
1 dente de alho
Azeite
Cheiro Verde
Frite o Steak.
Faça um molho encorpado com as cebolas e alho fritos no azeite. Coloque os tomates. Deixe encorpar. Acrescente o cheiro verde (cebola +salsa).
Coloque sobre os Steaks. Cubra com muçarela e orégano. Leve ao forno para gratinar.
Sirva acompanhado de arroz e salada.
Ficou mt bom.
Bjs e bom domingão....
Voltando aos estudos.

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Café expresso em casa!!!


Essa receita é mt boa para os dias friozinhos. Em potes fechados, dura mt no congelador.

  • 50 g de café solúvel
  • 2 xícaras de açúcar refinado
  • 1 xícara de agua filtrada
  • Leite
Coloque o café, o açúcar e a água em uma batedeira,
Bata por 7 minutos.
 Formará um creme parecido com sorvete.
Para servir, aqueça uma xícara de leite.
Adicione 1 colher de sopa generosa do creme e mexa até dissolver.
Se preferir, polvilhe com canela.

    Informações Adicionais
  1. O creme deve ser mantido no freezer.

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Sorteio no COZINHA PERFUMADA...

Pessoal, tá rolando um super sorteio MOCOCA no blog da Maria Tereza o Cozinha Perfumada.

Só clicar no nome no blog que vc será direcionado para o link do sorteio.

Participem...

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Estudando ... Prazos no Processo Administrativo (Lei nº 9.784)

Como encontramos bons materiais na net não é msm????
Essa matéria sobre prazos da Lei 9.874 é mt válida, ajuda a fixar....
A Fonte é: http://rogerioaraujo.wordpress.com/2009/02/12/concursos-prazos-na-lei-9784/

Prática dos Atos:
  • Quantidade de dias: 5 dias
  • Observações:
  1. Se não existir uma disposição específica, então o prazo será de 5 dias.
  2. O prazo total pode ser até de 10 dias (dilatado até o dobro).
  • Artigo na lei que consta o prazo:
Art. 24. Inexistindo disposição específica, os atos do órgão ou autoridade responsável pelo processo e dos administrados que dele participem devem ser praticados no prazo de cinco dias, salvo motivo de força maior.
Parágrafo único. O prazo previsto neste artigo pode ser dilatado até o dobro, mediante comprovada justificação.
Intimação – Da Comunicação dos Atos:
  • Quantidade de dias: 3 dias úteis
  • Artigo na lei que consta o prazo:
Art. 26. § 2o A intimação observará a antecedência mínima de três dias úteis quanto à data de comparecimento.
Intimação – Da instrução:
  • Quantidade de dias: 3 dias úteis
  • Artigo na lei que consta o prazo:
Art. 41. Os interessados serão intimados de prova ou diligência ordenada, com antecedência mínima de três dias úteis, mencionando-se data, hora e local de realização.
Parecer:
  • Quantidade de dias: 15 dias
  • Observações:
  1. Salvo norma especial ou comprovada necessidade de maior prazo.
  • Artigo na lei que consta o prazo:
Art. 42. Quando deva ser obrigatoriamente ouvido um órgão consultivo, o parecer deverá ser emitido no prazo máximo de quinze dias, salvo norma especial ou comprovada necessidade de maior prazo.
Direito de manifestação – Da instrução:
  • Quantidade de dias: 10 dias
  • Observações:
  1. Salvo se outro prazo for legalmente fixado.
  • Artigo na lei que consta o prazo:
Art. 44. Encerrada a instrução, o interessado terá o direito de manifestar-se no prazo máximo de dez dias, salvo se outro prazo for legalmente fixado.
Prazo de decidir:
  • Quantidade de dias: 30 dias
  • Observações:
  1. Pode ser prorrogado por igual período se expressamente motivada.
  2. O prazo total pode ser até de 60 dias.
  • Artigo na lei que consta o prazo:
Art. 49. Concluída a instrução de processo administrativo, a Administração tem o prazo de até trinta dias para decidir, salvo prorrogação por igual período expressamente motivada.
Prazo para Reconsiderar:
  • Quantidade de dias: 5 dias
  • Artigo na lei que consta o prazo:
Art. 56. § 1o O recurso será dirigido à autoridade que proferiu a decisão, a qual, se não a reconsiderar no prazo de cinco dias, o encaminhará à autoridade superior.
Recurso Administrativo:
  • Quantidade de dias: 10 dias
  • Observações:
  1. Se não existir disposição legal específica, então o prazo será de 10 dias.
  • Artigo na lei que consta o prazo:
Art. 59. Salvo disposição legal específica, é de dez dias o prazo para interposição de recurso administrativo, contado a partir da ciência ou divulgação oficial da decisão recorrida.
Prazo de Decidir Recurso Administrativo:
  • Quantidade de dias: 30 dias
  • Observações:
  1. Se a lei não fixar prazo diferente, então o prazo será de 30 dias.
  2. O prazo total pode ser até de 60 dias, ante justificativa explícita.
  • Artigo na lei que consta o prazo:
Art. 59. § 1o Quando a lei não fixar prazo diferente, o recurso administrativo deverá ser decidido no prazo máximo de trinta dias, a partir do recebimento dos autos pelo órgão competente.
§ 2o O prazo mencionado no parágrafo anterior poderá ser prorrogado por igual período, ante justificativa explícita.
Alegações Finais:
  • Quantidade de dias: 5 dias úteis
  • Artigo na lei que consta o prazo:
Art. 62. Interposto o recurso, o órgão competente para dele conhecer deverá intimar os demais interessados para que, no prazo de cinco dias úteis, apresentem alegações.

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Você sabe o que é TOXOPLASMOSE?

Então, nem iria postar sobre esse meu problema, mas como acho que é de utilidade pública resolvi escrever um pouco, msm pq mts não tem noção do que é esse nome esquisito.
Há duas semanas percebi que o meu olho direito tinha uma mancha e dependendo da sua posição ficava turva a minha visão, para ficar no pc era uma dificuldade, dois dias se passaram... e nd, logo eu que nunca tive nd de problemas de visão.
Fui no oftamo, diganóstico preliminar: TOXOPLASMOSE, falei Dr. eu nunca tive isso, ele respondeu: pode der tido e não sabe, seu olho tem 03 cicatrizes, significa que vc já teve outras vezes e não percebeu. A "mancha" da vez é uma lesão que voltou....sai de lá desconsolada, mas fui fazer os exames que ele me pediu.. td confiramdo, mas a médica dos exames me tranquilizou...tá no início, toma o remédio que vai recuperar.
Enfim estou tomando a medicação, antibiótico 12 em 12 horas + colírio. Sinto que está bem melhor.
No meio disso td consultei o Dr. Google, meu médico riu, encontrei mts coisas sobre o assunto que ajudam a esclarecer.
Vamos lá:


Toxoplasmose é uma doença infecciosa, congênita ou adquirida, causada por um protozoário chamado Toxoplasma gondii, encontrado nas fezes dos gatos e outros felinos. Homens e outros animais também podem hospedar o parasita.
A toxoplasmose pode ser adquirida pela ingestão de alimentos contaminados — em especial carnes cruas ou mal passadas, principalmente de porco e de carneiro, e vegetais que abriguem os cistos do Toxoplasma, por terem tido contato com as fezes de animais hospedeiros ou material contaminado por elas mesmas.
A toxoplasmose pode ser transmitida congenitamente, ou seja, da mãe para o feto, mas não se transmite de uma pessoa para outra.
Seu diagnóstico é feito levando em conta exames clínicos e exames laboratoriais de sangue.
Sintomas
A toxoplasmose pode ser uma doença absolutamente assintomática ou provocar quadros graves no miocárdio, fígado e músculos, encefalite e exantema máculo-papular (vermelhidão pelo corpo em forma de pequenas manchas e pápulas).
No caso de haver sintomas, merecem destaque:
* Febre;
* Manchas pelo corpo;
* Cansaço;
* Dores no corpo;
* Linfadenopatia, ou seja, ínguas espalhadas pelo corpo;
* Dificuldade para enxergar que pode evoluir para cegueira;
* Lesões na retina.
Tratamento
Em caso de pacientes soropositivos, o tratamento é indispensável, pois a forma disseminada da doença pode envolver retina, pulmões, cérebro, pele, músculos, fígado e coração. Pacientes com Aids requerem tratamento e atenção especial para controlar a progressão da depressão imunológica associada à doença.
Recomendações
* Evite contato com fezes de animais, especialmente de gatos ou outros felinos;
* Tenha cuidado com a higiene das mãos e dos utensílios de cozinha quando estiver lidando com alimentos;
* Não coma carne mal passada nem vegetais mal lavados;
* Não se descuide do acompanhamento pré-natal, se você estiver grávida. Toxoplasmose é uma enfermidade grave durante a gestação;
* Gestantes precisam estar atentas, principalmente se tiverem contato com gatos. Medidas especiais de higiene são fundamentais nesses casos.

terça-feira, 9 de agosto de 2011

Recadinho. Sorteio no Blog Delícias Mil e Hummm

Bom Dia!!!
Venho hj avisar que tá rolando um sorteio de um moedor de pimentas - lindoooooo - no Blog da Deborah o Delícias 1001. Eu já fiz minha inscrição...
Bjs..

sábado, 6 de agosto de 2011

Aprendendo Português - Conjunções - Parte 2

Vamos agora a segunda parte do resumo sobre conjunções. As Subordinativas:

CONJUNÇÕES SUBORDINATIVAS
 
As conjunções subordinativas possuem a função de estabelecer uma relação entre duas orações, relação esta que se caracteriza pela dependência do sentido de uma oração com relação a outra. Uma das orações completa ou determina o sentido da outra. As conjunções subordinativas são classificadas em: causais, concessivas, condicionais, comparativas, conformativas, consecutivas, proporcionais, finais e integrantes.
Conjunções Subordinativas Causais
Conjunções subordinativas causais são as conjunções que subordinam uma oração a outra, iniciando uma oração que exprime causa de outra oração, a qual se subordina. As conjunções subordinativas causais são: porque, pois, que, uma vez que, já que, como, desde que, visto que, por isso que, etc.
Exemplo: Os balões sobem porque são mais leves que o ar.

Conjunções Subordinativas Comparativas
Conjunções subordinativas comparativas são as conjunções que, iniciando uma oração, subordinam-na a outra por meio da comparação ou confronto de idéias de uma oração com relação a outra. As conjunções subordinativas comparativas são: que, do que (quando iniciadas ou antecedidas por noções comparativas como menos, mais, maior, menor, melhor, pior), qual (quando iniciada ou antecedida por tal), como (também apresentada nas formas assim como, bem como).
Exemplos: Aquilo é pior que isso; Tudo passou como as nuvens do céu; Existem deveres mais urgentes que outros. 
Conjunções Subordinativas Concessivas
Conjunções subordinativas concessivas são as conjunções que, iniciando uma oração subordinada, se referem a uma ocorrência oposta à ocorrência da oração principal, não implicando essa oposição em impedimento de uma das ocorrências (expressão das oposições coexistentes). As conjunções subordinativas concessivas são: embora, mesmo que, ainda que, posto que, por mais que, apesar de, mesmo quando, etc.
Exemplos: Acompanhou a multidão, embora o tenha feito contra sua vontade; A harmonia do ambiente daquela sala, de súbito, rompeu-se, ainda que havia silêncio.

Conjunções Subordinativas Condicionais
Conjunções subordinativas condicionais são as conjunções que, iniciando uma oração subordinada a outra, exprimem uma condição sem a qual o fato da oração principal se realiza (ou exprimem hipótese com a qual o fato principal não se realiza). As conjunções subordinativas condicionais são: se, caso, contanto que, a não ser que, desde que, salvo se, etc.
Exemplos: Se você não vier, a reunião não se realizará; Caso ocorra um imprevisto, a viagem será cancelada; Chegaremos a tempo, contanto que nos apressemos.
Conjunções Subordinativas Conformativas
Conjunções subordinativas conformativas são as conjunções que, iniciando uma oração subordinada a outra, expressam sua conformidade em relação ao fato da oração principal. As conjunções subordinativas conformativas são: conforme, segundo, consoante, como (utilizada no mesmo sentido da conjunção conforme).
Exemplos: O debate se desenrolou conforme foi planejado; Segundo o que disseram, não haverá aulas.

Conjunções Subordinativas Finais
Conjunções subordinativas finais são as conjunções que, iniciando uma oração subordinada a outra, expressam a finalidade dos atos contidos na oração principal. As conjunções subordinativas finais são: a fim de que, para que, porque (com mesmo sentido da conjunção para que), que.
Exemplos: Tudo foi planejado para que não houvesse falhas; Cheguei cedo a fim de adiantar o serviço; Fez sinal que todos se aproximassem em silêncio. 

Conjunções Subordinativas Integrantes  
Conjunções subordinativas integrantes são as conjunções que, iniciando orações subordinadas, introduzem essas orações como termos da oração principal (sujeitos, objetos diretos ou indiretos, complementos nominais, predicativos ou apostos). As conjunções integrantes são que e se (empregado esta última em caso de dúvida).
Exemplos: João disse que não havia o que temer (a oração subordinada funciona, neste caso, como objeto direto da oração principal); A criança perguntou ao pai se Deus existia de verdade (a oração subordinada funciona, neste caso, como objeto direto da oração principal). 
Conjunções Subordinativas Proporcionais 
Conjunções subordinativas proporcionais são as conjunções que expressam a simultaneidade e a proporcionalidade da evolução dos fatos contidos na oração subordinada com relação aos fatos da oração principal. As conjunções subordinativas proporcionais são: à proporção que, à medida que, quanto mais... (tanto) mais, quanto mais... (tanto) menos, quanto menos... (tanto) menos, quanto menos... (tanto) mais etc.
Exemplos: Seu espírito se elevava à medida que compunha o poema; Quanto mais correres, mais cansado ficarás; Quanto menos as pessoas nos incomodam, tanto mais realizamos nossas tarefas.

Conjunções Subordinativas Temporais
Conjunções subordinativas temporais são as conjunções que, iniciando uma oração subordinada, tornam essa oração um índice da circunstância do tempo em que o fato da oração principal ocorre. As conjunções subordinativas temporais são: quando, enquanto, logo que, agora que, tão logo, apenas (com mesmo sentido da conjunção tão logo), toda vez que, mal (equivalente a tão logo), sempre que, etc.
Exemplos: Quando chegar de viagem, me avise; Enquanto todos estavam fora, nada fez de útil.

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Aprendendo Português - Conjunções - Parte 1

De volta os estudos, dicas de conjuções, para ler antes da prova:

As conjunções são vocábulos de função estritamente gramatical utilizados para o estabelecimento da relação entre duas orações, ou ainda a relação dois termos que se assemelham gramaticalmente dentro da mesma oração. As conjunções podem ser de dois tipos principais: conjunções coordenativas ou conjunções subordinativas.

CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
 
Conjunções coordenativas são os vocábulos gramaticais que estabelecem relações entre dois termos ou duas orações independentes entre si, que possuem as mesmas funções gramaticais. As conjunções coordenativas podem ser dos seguintes tipos: aditivas, adversativas, alternativas, conclusivas, explicativas.

Conjunções Coordenativas Aditivas
As conjunções coordenativas aditivas possuem a função de adicionar um termo a outro de mesma função gramatical, ou ainda adicionar uma oração à outra de mesma função gramatical. As conjunções coordenativas gramaticais são: e, nem.
Exemplos: Todos aqui estão contentes e despreocupados; João apeou e deu bons-dias a todos; O acontecimento não foi bom nem ruim.

Conjunções Coordenativas Adversativas  
As conjunções coordenativas adversativas possuem a função de estabelecer uma relação de contraste entre os sentidos de dois termos ou duas orações de mesma função gramatical. As conjunções coordenativas adversativas são: mas, contudo, no entanto, entretanto, porém, todavia.
Exemplos: Não negou nada, mas também não afirmou coisa nenhuma; A moça deu a ele o dinheiro: porém, o fez receosa.

Conjunções Coordenativas Alternativas
Conjunções coordenativas alternativas são as conjunções coordenativas que unem orações independentes, indicando sucessão de fatos que se negam entre si ou ainda indicando que, com a ocorrência de um dos fatos de uma oração, a exclusão do fato da outra oração. As conjunções coordenativas alternativas são: ou (repetido ou não), ora, nem, quer, seja, etc.
Exemplos: Tudo para ele era vencer ou perder; Ou namoro a garota ou me vou para longe; Ora filosofava, ora contava piadas. 
Conjunções Coordenativas Conclusivas  
As conjunções coordenativas conclusivas são utilizadas para unir, a uma oração anterior, outra oração que exprime conclusão o conseqüência. As conjunções coordenativas são: assim, logo, portanto, por isso etc...
Exemplos: Estudou muito, portanto irá bem no exame; O rapaz é bastante inteligente e, logo, será um privilegiado na entrevista. 

Conjunções Coordenativas Explicativas
Conjunções coordenativas explicativas são aquelas que unem duas orações, das quais a segunda explica o conteúdo da primeira. As conjunções coordenativas explicativas são: porque, que, pois, porquanto.
Exemplos: Não entrou no teatro porque esqueceu os bilhetes; Entre, que está muito frio.

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Combinação de cores para sua casa...

Então, ainda no clima de mudanças... agora falta pintar o AP, então estou buscando dicas para usar por por lá.
Gostaria de compartilhar com vcs estas aqui que achei interessantes:


1. As cores: branco, bege e amarelo, são ideais para que locais com pouca luz natural fiquem mais claros.

2. As cortinas muito coloridas, ou com cores muito fortes tendem a tingir todo o cômodo com a incidência do sol através da janela.

3. Ao pintar uma das paredes numa sala quadrada, quebra-se a simetria.

4. A cor laranja age sobre o sistema digestivo, despertando o apetite, portanto é ideal para as salas onde são feitas as refeições.

5. Cuidado com a cor branca, apesar de produzir sensações de limpeza, frescor e claridade, pode tornar o ambiente monótono e hostil, levando à dispersão.

6. Móveis, quadros ou objetos colocados à frente de uma parede colorida ganham destaque e luminosidade.

7. Quando se coloca um móvel claro de fronte a uma parede escura, este parece maior, ao contrário, um móvel escuro numa parede clara, parecerá menor.

8. Paredes externas, atingidas por raios solares, aquecerão ainda mais se forem pintadas com tons quentes, pois absorvem muito calor, entretanto, tons muito claros, podem ofuscá-las.

9. Quando o teto é pintado com branco, a iluminação deixa as cores que rodeiam o ambiente homogêneas, o que não acontece com tons escuros, que ainda dão a impressão de um pé-direito mais baixo.

10. Para se dividir os ambientes, as cores podem ser aliadas. No caso de salas que servem de estar e de jantar, por exemplo, uma das paredes pintada em um tom forte ajuda a delimitar a área de refeições, se a intenção for afastá-las, use cores frias, se for aproximá-las, utilize cores quentes.

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Concurso da ALES , plagiando Boris Casoy - É UMA VERGONHA!!!

Cursinho quer impugnar concurso da Assembleia Legislativa

Deputados disseram que a intenção ao exigir experiência é filtrar o candidato privilegiando servidores comissionados da própria Casa

Letícia Cardoso - Rádio CBN Vitória 93,5 FM

Nem bem foi divulgado, o edital do concurso público da Assembleia Legislativa já sofre reclamações. Nesta terça-feira (02), a direção do Centro de Evolução Profissional (CEP), um curso preparatório para concurso, comunicou que vai ingressar com um pedido de impugnação do edital em decorrência de supostas irregularidades. A principal delas é a exigência de experiência mínima de dois anos para cargos de nível médio.

Segundo a coordenadora do cursinho, Ivone Goldner, vários alunos procuraram a direção da unidade para reclamar das regras do edital. Ela afirmou que exigir experiência de uma função de nível médio fere o princípio da competitividade de um concurso público.

"Esse edital é lastimável. Ele fere o princípio da isonomia e da competitividade. Concurso público é competição. Quando se colocam exigências restritivas, você fere a competição. Eu quero acreditar que esses equívocos serão corrigidos. Não é possível que esse edital siga a diante da maneira como está", afirmou Ivone.

Nesta terça-feira (02) o edital era o assunto mais comentado nos bastidores da Assembleia, inclusive por parlamentares. Alguns chegaram a citar que a intenção por trás dessa exigência é filtrar o candidato no momento da avaliação de experiência, privilegiando com isso funcionários comissionados da própria Casa que deverão participar do processo.

Por nota, o presidente da comissão executora do concurso público da Assembleia, deputado estadual Roberto Carlos (PT), afirmou que o requisito de experiência, assim como a contabilização de pontos por tempo de serviço não ferem a lei, tanto que vêm sendo cobrados em concursos de instituições como o Tribunal de Justiça do Estado e a Universidade Federal do Espírito Santo.

O objetivo da cobrança de experiência, ressalta o parlamentar, é garantir maior profissionalização do quadro administrativo da Assembleia e, consequentemente, a melhora do serviço prestado à sociedade. Roberto Carlos destacou ainda que o edital não privilegia pessoas que atuam ou já atuaram no serviço público, pois é válido para experiência profissional tanto no setor público quanto privado.

A assessoria de imprensa do Cespe UNB, responsável pela realização do concurso, comunicou que a definição de exigências para o cargo disputado é da própria instituição que abriu o processo seletivo, ou seja, da Assembleia Legislativa. A entidade destacou ainda que a elaboração do edital se deu conforme as exigências da Assembleia. Qualquer tipo de modificação nas regras do concurso é de responsabilidade da Assembleia.

http://gazetaonline.globo.com/_conteudo/2011/08/cursos_e_concursos/922027-cursinho-quer-impugnar-concurso-da-assembleia-legislativa.html

Alguns condimentos e seus benefícios!

Ganhei uma jardineira com cebolinha plantada por mamãe... espero que vingue... tá na janela do ap novo, junto com o alecrim - novo pq o pé que eu tinha morreu - cidreira, salsa e manjericão.
Vamos aos benefícios de algumas dessas "gostosuras", fazendo referência "Welze" lá do blog gostosuras http://gostosurassemtravessuras.blogspot.com/

COENTRO - O coentro, também chamado de coentro-das-hortas, é um excelente condimento, de uso generalizado não só no Brasil como em quase todo o mundo, sendo particularmente utilizado para temperar peixes. Suas sementes são ricas em retinol, tiamina, riboflavina, niacina, cálcio, fósforo, ferro e ácido ascórbico. Nos frutos, encontramos também vitamina C.

O coentro pode ser encontrado na forma de ramos, grãos ou em pó. Pode ser empregado para temperar carnes, sopas, legumes, patês, biscoitos, pães, bolos e variados pratos salgados. Como uso terapêutico, é indicado em casos de flatulência e diarréia. É vermífugo, carminativo e estimulante das funções digestivas. Ajuda a disfarçar o hálito, quando mastigado imediatamente após o consumo de alho.

SALSA - A salsa ou salsinha pode ser empregada em qualquer tipo de prato, sendo tempero de carnes, legumes, saladas, sopas e molhos. É empregada também na ornamentação desses pratos. É rica em vitaminas A e C, além de apresentar outras vitaminas, como niacina, tiamina e riboflavina, e minerais como cálcio, fósforo, ferro, potássio e sódio.

A salsa tem várias funções medicinais, tais como: ação diurética, estimulante, digestiva, aperitiva e anti-séptica, sobretudo nas infecções do aparelho urinário.

ALECRIM - O alecrim tem folhas com sabor forte e característico, sendo usado em carnes de porco, aves, carneiro e cabrito. Tanto fresco quanto seco, o alecrim pode ser empregado também para dar sabor especial a sopas, ovos, peixes e molhos básicos. Atua como digestivo e diurético.

CEBOLINHA VERDE - A cebolinha verde tem sabor mais acentuado que o da cebolinha francesa. Seu sabor fica ainda mais marcante quando cortada bem fininha. Contém vitaminas A e C e, por isso, é usada no combate das carências dessas vitaminas. Pode ser bem empregada em molhos em geral, patês, massas, omeletes, carnes, peixes e minestrone e na decoração de pratos, podendo também ser preparada refogada.

CEBOLINHA FRANCESA - A cebolinha francesa, como a verde, é rica em vitaminas A e C, pode ser adicionada ao arroz, patês, omeletes, queijos, molhos. Bem melhor se consumida fresca. Além de ter a mesma finalidade medicinal que a cebolinha verde, é usada também para desintoxicação de fumantes.

HORTELÃ - Na culinária, a hortelã geralmente é usada em pratos árabes, pois são os que mais combinam com ela. Exemplos clássicos são o tabule e o quibe. Pode ser usada em diversas bebidas, como suco de abacaxi e chás gelados. O chá de hortelã, feito das folhas, é um conhecido diurético, digestivo e vermífugo, além de combater a dor de estômago. Nas folhas há presença de vitaminas A, C e do complexo B, além dos minerais cálcio, fósforo, ferro e potássio.

TOMILHO - O tomilho pode ser usado para aromatizar carnes e guisados, temperar alimentos cozidos no vinho, patês, molhos e pães. Acentua o sabor em peixes e frango. É ótimo tempero para carne de porco, coelho e vitela. É rico em vitaminas C e do complexo B e em magnésio. É considerado digestivo, vermífugo e estimulante.

ORÉGANO - O orégano é muito utilizado para aromatizar pizzas napolitanas, feijão branco e berinjela, em queijos para aperitivos e em molhos à base de tomate. Pode ser usado em omeletes, assados, caldos de verduras e em carnes, peixes e aves. Seus princípios ativos ajudam a combater dispepsia, enjôos e flatulência, por estimularem as funções gástricas e biliares. Além disso, é diurético.

MANJERICÃO - O manjericão é comumente utilizado na preparação de molhos à base de tomate para recheio de pizzas, em massas, carnes, queijos, sopas. Pode ser adicionado aos mais diversos tipos de legumes e carnes de boi, frango e peru. Em pratos quentes, recomenda-se pôr o manjericão apenas no final, para não haver perda do sabor e aroma, o que poderia ser causado pelo calor excessivo. Tem ação diurética.

terça-feira, 2 de agosto de 2011

Não abandonei o blog não.......!!!!

Passando rapidinho para deixar um recado, estava/estou às voltas com MUDANÇA.. isso msm MUDANÇA de casa....mas já está quase td pronto...e enfim posso dizer que a casa é MINHA....
Depois conto mais, volto a postar e a visitar as cozinhas vizinhas.
Mil Bjs....



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...