sábado, 2 de julho de 2011

Administração - Os Tipos de Departamentalização - Parte 4

ABORDAGEM MATRICIAL

É a combinação simultânea de dois tipos de departamentalização, a funcional e a divisional, na mesma estrutura organizacional.
ESTRUTURA MATRICIAL
A estrutura matricial é uma estrutura mista com a finalidade de obter o máximo de rendimento da organização. A organização mantém a estrutura funcional para as funções internas e agrega a estrutura divisional aos produtos ou serviços a serem realizados.
Por ser constituída de dois tipos de departamentalização, cria-se a duplicidade de comando onde os funcionários passam a subordinar-se a dois chefes, indo de encontro ao princípio da unidade de comando.
Devido à duplicidade de comando, os funcionários precisam saber resolver os conflitos que podem ocorrer, com isso existe a necessidade de um treinamento em relações humanas, para ele saber lidar com esses problemas.
É a forma mais utilizada, principalmente nas grandes organizações, pois em cada parte da organização tem a estrutura que melhor se adapta ás tarefas executadas em cada departamento.
Constitui uma das maneiras mais humanas participativas e flexíveis, pois depende intensamente da colaboração entre muitas pessoas diferentes. Enfatiza a interdependência entre os departamentos, proporcionando oportunidades de delegação, maior contribuição pessoal e participação na tomada de decisão nos níveis mais baixos da hierarquia.
Na estrutura matricial o administrador coordena os esforços do pessoal cedido pelas diversas áreas da empresa, algumas vezes com muito pouca autoridade formal. Seu papel dentro da organização de estrutura matricial é de integração e de coordenação das tarefas e assegurar os serviços e recursos fornecidos pelo pessoal de suporte, sobre os quais tem pouca ou nenhuma autoridade formal.
VANTAGENS
  • Maior estabilidade tanto para a empresa, como para os funcionários;
  • Maior segurança na execução das tarefas e no relacionamento de pessoas;
  • Especialização nas atividades desenvolvidas;
  • Possibilidade de maior aprimoramento técnico de sua equipe de trabalho;
  • Coordenação de equipe de forma mais adequada e coerente;
  • Permite a integração e desenvolvimento entre funcionários;
  • Facilidade em conhecer os fatores e os problemas locais;
  • Permite maior flexibilidade;
  • Propicia condições favoráveis para a inovação e a criatividade;
  • Melhor atendimento ao cliente e cumprimento dos prazos;
  • Uso adequado dos vários recursos;
  • Facilidade na coordenação dos resultados.
DESVANTAGENS
  • Insegurança das pessoas, desde que a empresa tenha grande crescimento e conseqüente aumento da complexidade;
  • A comunicação deficiente, isso porque as decisões são normalmente centralizadas nos níveis mais elevados da empresa;
  • Baixa adaptabilidade;
  • Preocupação estritamente voltada para uma área deixando de lado outras partes;
  • Pode provocar problemas humanos de temores e ansiedades;
  • Pode propiciar o aumento dos custos pelas duplicidades de atividades e treinamento;
  • Podem existir dificuldades na coordenação do pessoal;
  • Conflitos de interesse entre chefes funcionais e os chefes divisionais, devido a dupla subordinação.


ABORDAGEM DE EQUIPES

É a organização que cria equipes multifuncionais ou permanentes para cumprir tarefas específicas e para coordenar grandes departamentos.

ESTRUTURA BASEADA EM EQUIPES
Dentro deste tipo de departamentalização existem dois tipos de equipes, as multifuncionais e as permanentes.
As equipes multifuncionais são formadas por pessoas de vários departamentos funcionais que são agrupados, para cumprir tarefas específicas e temporárias e para resolver problemas mútuos.
Este tipo de equipe envolve pessoas com diferentes habilidades e conhecimento. Por terem a participação em dois grupos, tem como conseqüência uma duplicidade de comando.
As equipes permanentes funcionam como um departamento formal, onde os empregados trabalham juntos em um mesmo local, para cumprir atividades e tarefas específicas. Esses empregados subordinam-se a apenas um chefe, como designa a unidade de comando.
A estrutura de equipes torna a organização mais horizontal em torno dos processos de trabalho (com poucos níveis hierárquicos), descentraliza a tomada de decisões, delegando autoridade e transferindo responsabilidade para os níveis mais baixos.
Devido a uma rápida e constante mudança do ambiente externo e interno das organizações, é exigida uma maior necessidade de flexibilidade e/ou rapidez no andamento dos processos e tarefas para atender melhor os requisitos do cliente, desenvolver novos produtos ou implementar campanhas de marketing, por isso as equipes não devem adaptar-se a tarefas pré-definidas.
VANTAGENS
  • A focalização da organização é dirigida ao cliente.
  • Economiza de tempo e dinheiro devido a pouca necessidade de passar informação para cima e para baixo dentro da hierarquia e entre as unidades organizacionais.
  • As equipes promovem o autogerenciamento pelos próprios funcionários, o que produz maior satisfação com o trabalho devido ao maior envolvimento das pessoas.
  • Cada grupo deve ter pessoas com diferentes conhecimentos e habilidades para trabalhar juntas e dotar a equipe de auto-suficiência para realizar completamente o trabalho. Amplia as habilidades de cada individuo. Capacitando-os a tratar sobre todos os aspectos do trabalho.
  • Com a maior rapidez nas decisões os tempos de ciclos operacionais são reduzidos, o que proporciona pronta resposta aos clientes.
  • A estrutura por equipes tende a compactar a organização reduzindo o número de níveis hierárquicos e os custos administrativos e exigindo menos mecanismos de coordenação e integração.
DESVANTAGENS
  • A estrutura por equipes envolve uma grande transformação na organização, na cultura e exige a necessidade de uma nova mentalidade das pessoas envolvidas. Essa mudança consome muito tempo e dinheiro, exigindo novo treinamento, remuneração e avaliação de cargos até sistemas de inventários, contabilidade e informação.
  • A estrutura por equipes funciona melhor quando cada equipe possui todas as especializações necessárias e interação de habilidades para executar o processo. Neste caso a organização deve manter alguns especialistas funcionais para prestar assessoria adequada.
  • Na estrutura horizontal cada equipe deve ter um chefe e, em muitos casos, os membros da equipe podem vir de outros departamentos da organização, que é o caso das equipes multifuncionais, dessa forma, esses membros passam a ter dois chefes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Toda pessoa por quem temos carinho e que de alguma forma faz parte da nossa vida, é de todas as formas, insubstituível.
Brunekkkah."

Fique à vontade...seu comentário é mt bem vindo!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...